Portfólio            
Cantor
Compositor
Discografia
Pedidos
Ganhe Cds
Na Imprensa

Página Principal

Receba as novidades do site e do mundo do samba.
Cadastre-se

CD Mudança dos Ventos

 

Trilhando outros caminhos

Silas voltou a ocupar o microfone da escola do seu coração em várias ocasiões, fazendo questão que os seus discos fossem lançados, na quadra imperial, onde compareceu, não mais como Silinhas ou Silas II, mas como Silas de Andrade. No entanto, o carinho que lhe dispensavam tinha a mesma intensidade dos velhos tempos e o retorno à ala dos compositores só não aconteceu por impedimentos profissionais.

O artista recebeu, inclusive, uma homenagem de seus companheiros de ala, quando ofereceram-lhe uma linda placa de prata. A velha guarda compareceu em peso e, enquanto Silas de Andrade cantava, colocou-se à sua volta, no palco, em um gesto simbólico de reintegração. A emoção estampada nos rostos de cada uma daquelas sumidades do mundo do samba, garantiram a Silas de Andrade a certeza de ser realmente, fruto da raiz.

A esta altura, a música Minha Cigana era bastante executada, o que originou um convite da tevê Globo, onde Silas mostrou ao público de um programa de grande audiência - o Fantástico- seu talento. A este seguiram-se outros convites, da mídia local e de outros Estados, destacando-se a homenagem recebida da Rádio Princesa (RS).

A gravação do segundo disco solo, em 1986, Fogo de Saudade, deu continuidade ao trabalho cuidadoso de divulgação de composições condizentes com seu estilo romântico, coincidindo com uma época de grande repercussão da música popular brasileira mais autêntica. Portanto, foram selecionadas músicas compostas por Adilson Vitor, Sombrinha, Jorge Aragão, Alceu Maia, Mauro Diniz, Ratinho e outros.

Problemas com a gravadora, levaram à rescisão do contrato, o que dificultou a divulgação do seu trabalho que, no entanto, continuou sendo, tocado, embora esporadicamente, nas emissoras de rádio.

A explosão comercial de um gênero de música, diferente daquela a que se acostumara, levou Silas de Andrade a dedicar-se, por algum tempo, apenas aos seus estudos e composições musicais. Consciente de que, passada a euforia desse tipo de música, os sambistas de raiz sempre retomariam o seu espaço, Silas de Andrade preparou sem pressa e sem pressões, seu primeiro CD, uma coletânea de composições dos 2 discos anteriormente lançados em vinil, que está sendo divulgado, atualmente, nas emissoras que não se impuseram somente a veiculação de música comercial.

Ouça trechos de alguns sucessos

Minha Cigana Clique para ouvir clique para assistir
(Neném do Cavaco/Iran Silva / Carlinhos Madureira)

Fruto da RaizClique para ouvir
(Silas de Andrade / Café)

Fogo de Saudade Clique para ouvir
(Sombrinha/Adilson Victor)

Sonho de Rei Clique para ouvir
(Mauro Diniz / Ratinho)

clique aqui para ver as letras e ouvir outras músicas Clique para ouvir

 

© Copyright 2003 - 2007 by Silas de Andrade

desenvolvido por:

GCRI - Organização e Análise de Informações